• Trilogia dos Vales

    Documentário

    Um documentário sobre a vida rural em Monção, com uma banda sonora especial, gravada ao vivo na primeira apresentação pública à comunidade em formato de filme-concerto.

  • Exibições

    1

    MONTARIA.11 – Documentário e património rural

    14 de julho 2023 Largo do Souto, Montaria - 22h

    Estreia

    2

    MDOC – Festival Internacional de Documentário de Melgaço

    1 de agosto 2023 Casa da Cultura de Melgaço - 15h

    Candidato ao Prémio Jean Loup Passek para Melhor longa-metragem internacional e Melhor documentário português

    3

    Space Festival

    Festival de Música Experimental e Improvisada

    11 de novembro 2023 Centro Cultural do Vale Do Mouro, Monção - 15h

    4

    Exibição em parceria com a Junta de Freguesia de Tangil

    16 Junho 2024 - Centro Cultural de Vale do Mouro, Monção - 15h

    Entrada livre

    5

    Exibições em parceria com IPSS's de Monção

    17 Junho 2024 - Santa Casa da Misericórdia de Monção - 10h

    17 Junho 2024 - Centro Social Paroquial de S. Pedro de Merufe, Monção - 14h30

    18 Junho 2024 - Centro Paroquial e Social de Barbeita, Monção - 10h00

    Reservado aos utentes das instituições

  •  

    Sinopse

     

    Trilogia dos Vales é um documentário filmado entre Janeiro e Agosto de 2022 no concelho de Monção (norte de Portugal). Criado para ser apresentado num formato de filme-concerto, com música ao vivo, o documentário começa ao ritmo de cantares locais, seguindo-se a voz de uma das habitantes, que conta a sua história. À medida que mais imagens dos 3 vales de Monção são reveladas, somos levados numa viagem através de testemunhos da vida quotidiana de outras pessoas que habitam este território. O que é que mudou? O que é que continua igual?

     

    Trilogia dos Vales é uma ode à simplicidade da vida rural, ao mesmo tempo que traça um retrato de populações que vivem em territórios isolados em Portugal. Além dos testemunhos, as imagens são acompanhadas pela música tocada e gravada ao vivo na primeira apresentação do documentário, realizada em formato de filme-concerto.

     

    Após terminado em janeiro de 2023, o documentário tem concorrido a vários festivais de cinema, numa tentativa de apresentar um novo olhar sobre a vida rural e dar a conhecer as rotinas e as vivências de quem vive nas pequenas terras do norte do país.

     

     

     

    Ficha técnica

     

    Realização: Nuno Alves e Filipe Barreiro

    Direção de fotografia e montagem: Filipe Barreiro

    Direção musical: Samuel Martins Coelho

    Direção artística: Space Ensemble

    Recolha social: Vera Menezes, Filipe Barreiro e Paula Jiménez

    Música: Carina Albuquerque, Pedro Gonçalves de Oliveira, Rúben Barbosa, Samuel Martins Coelho e Sérgio Bastos

    Som: Manuel dos Reis

    Locução: Rita Moreira

    Coprodução: Space Ensemble e Associação Cultural Rock’n’Cave

    Promotor: CLDS 4G Monção

    Apoio: Município de Monção

    Inclui textos de: Lídia Pinheiro

    Com a participação de: Zulmira Alves Afonso. Matilde Glória Alves, Maria Castro, Felisbela Moreira, Maria de Fátima Dias Moreira, Maria Rodrigues Dias, Fernando Lourenço Afonso, Maria Aide Rodrigues, Maria dos Prazeres Moreira, Duartina Alves Fernandes, Rosa Alves Rodrigues, Teresa, Nelson, Carolina Rei, Alice Francisco, Eulália Caldas, Agueda Fernandes, Mónica Gonçalves e Grupo da Casa do Linho de Moreira

  • Equipa

    broken image

    Nuno Alves

    Programador cultural desde 1993, fundador de diversos projetos culturais como Festival de Paredes de Coura, Space Festival, Space Ensemble, Canal180, 180 Creative Camp, Escola do Rock Paredes de Coura, Vira Fest e Ciclo de Polinização Musical de Paredes de Coura. Diretor de programação do Canal180, canal de televisão por cabo dedicado à Cultura, Artes e Criatividade entre 2010 e 2016. Diretor artístico e de programação de inúmeros eventos, como 180 Creative Camp, Ciclo de Polinização de Paredes de Coura, assim como de diversos espectáculos do Space Ensemble como "Filmes da Terra Do Pai Natal", "Trilogia dos Vales", "Minho Coura Lima", "Piratas e Sereias, Ostras e Baleias", entre muitos outros. Foi diretor de programação e produtor para série televisivas como "180 ID", "180 Director ID", "Analógico Humano Digital", "I Like", etc., bem como para filmes, entre os quais "Driving Without License" (filme produzido num processo "open source" realizado por João Diogo Marques) e "Abrantes" (realizado por Miguel Trudu).

    broken image

    Filipe Barreiro

    Nasceu em 1998, em Ponte de Lima. Iniciou o seu percurso académico em 2017 na Escola Superior de Artes e Design (ESAD.CR), nas Caldas da Rainha, onde se licenciou em Som e Imagem, tendo seguido o ramo de Cinevideo. Desde que iniciou o seu percurso na área dos audiovisuais, trabalhou maioritariamente, em regime freelancer, como Realizador e Diretor de Fotografia de alguns projetos, desde curtas metragens de ficção a vídeoclips. Desempenhou funções na produção de conteúdos audiovisuais no Space Ensemble, onde desenvolveu, ao lado de Nuno Alves, filmes como "Trilogia dos Vales" e "Minho, Coura, Lima".

    broken image

    Space Ensemble

    O Space Ensemble surgiu no panorâma nacional como uma formação musical mutante, resultando do cruzamento entre diversos músicos. Atualmente, continua a trabalhar com vários artistas e profissionais criativos, focando a sua atividade na dinamização cultural e produção artística em territórios de baixa densidade. A banda sonora do espetáculo foi gravada ao vivo durante a apresentação final da edição de 2022 do projeto comunitárioTrilogia dos Vales: um espetáculo onde o documentário foi musicado ao vivo, com a participação de músicos profissionais e pessoas da comunidade. A Direção Musical ficou a cargo de Samuel Martins Coelho (Guitarra e violino) e a banda sonora conta ainda com as interpretações de Rúben Barbosa (acordeão), Pedro Gonçalves de Oliveira (Bateria e percussão), Carina Albuquerque (Violoncelo), Sérgio Bastos (Piano) e Manuel dos Reis (Som). Durante o documentário é também possível ouvir textos de Lídia Pinheiro, habitante de Monção, com locução de Rita Moreira, máquinas de linho e outros sons captados na apresentação do espetáculo.

     

    broken image

    Associação Cultural Rock'n'Cave

    Coprodutora em parceria com o Space Ensemble, a Associação Cultural Rock'n'Cave foi responsável pelo trabalho de campo realizado durante o projeto Trilogia dos Vales, do qual resulta este documentário. Contou com o trabalho de Vera Menezes (produção, recolha e acompanhamento sociológico), Paula Jiménez (fotografia e recolha), Margarida Meira (produção), Sofia Pancada e Inês Venâncio (comunicação) e Frankieoufilo (design).

    broken image

    CLDS 4G Monção

    O CLDS-4G de Monção foi o promotor a edição de 2022 do projeto Trilogia dos Vales (que deu origem ao documentrário) assumindo também o importante papel de parceiro social, que ajudava a fazer a ponte entre a equipa do Space Ensemble e da Rock'n'Cave com a comunidade. O CLDS-4G Monção é um projeto social que tem por objetivos potenciar dinâmicas de intervenção, nos domínios do envelhecimento ativo, do combate à solidão, isolamento e exclusão social, capacitação de técnicos e revitalização do tecido associativo, de forma multissectorial e integrada. Neste âmbito, o projeto comunitário Trilogia dos Vales era uma das ações para alcançar estes objetivos.

    broken image

    Participantes da comunidade

    Este documentário não existiria sem as pessoas que aceitaram participar nele. Habitantes com quem nos fomos cruzando pelas aldeias de Monção, que nos contaram as suas histórias, que nos mostraram os seus ofícios e alguns que até nos abriram as portas das suas casas. Agradecemos ao CLDS 4G Monção, ao Grupo da Casa do Linho de Moreira, à Lídia (autora dos textos que se ouvem durante o documentário), à Maria, à Aurora, à Carolina, ao Virgílio, à Idalina e a todas as pessoas da comunidade que participaram.